Voltar    
  A EJA E A BUSCA DE UMA PEDAGOGIA PRÓPRIA - II

Maria Edineide Praxedes
Sandra Roberta Mendes Biaggioli
Luciene Conceição

Nosso objetivo atualmente é divulgar o projeto-desdobramento Cuitelinho que aconteceu sob a Coordenação Pedagógica da Prof a Ms. Ena Nunes da Costa Tassinari, no Mar & Saber, um projeto de Educação de Jovens e Adultos, para o Corpo Docente EJA em Bertioga, em 2003, sob a tutela do IBEC – Instituto Bandeirante de Educacão e Cultura. Esse trabalho transitou entre a objetividade e o sonho porque via o aluno, independentemente da sua faixa etária ou etapa de estudo, com um outro olhar, um olhar de respeito à sua saudade e ao seu olhar de desterro – estava lá, mas não era de lá (a grande maioria da clientela era migrante). Migrar é viajar, é deixar para trás seu rastro, sua identidade social e familiar, seus amigos, seus usos e costumes. Por isso, uma das tarefas propostas para o corpo docente foi a de resgatar identidades sócio-culturais para, a partir delas, fazer fruir o que-fazer pedagógico de forma prazerosa e multidisciplinar. A predileção por alguns cantores e algumas músicas levou para dentro das HTPCs, primeiramente, várias letras de músicas e, dentre elas, Cuitelinho, uma melodia do cancioneiro popular e de raiz. Nessas reuniões pedagógicas procurou-se respostas à questão: “Como, objetivamente, trabalha-se de forma multidisciplinar? “. Cuitelinho foi, então, um projeto-desdobramento dentro do projeto alicerce, seu curso foi o seguinte:

Busca de gravação por diferentes interpretes

Copilação da letra e histórico sobre Paulo Vazolini

Aprender cantar e observar o emprego da norma não-padrão

Comparações lingüísticas entre o Português, o Francês e o Inglês tomando-se como base a norma padrão portuguesa e a não-padrão da letra

Trabalhando História/Geografia/Ciências: a Guerra do Paraguai e o Escorbuto

Arte Educação e outras letras para fixação: Letra de Cuitelinho

Cheguei na bera do porto

Onde as onda se espaia.

As garça da meia vorta

Senta na bera da praia.

E o cutelinho não gosta

que o botão da rosa caia.

 

* Prof a. do I Ciclo, do Ensino Fundamental EJA, Prefeitura de Mun. De Bertioga

** Psicóloga Clínica: Pós-graduação em Marketing, e-mail: tassmania@ig.com.br

*** Prof a. da 1a. Etapa, I Ciclo, Ensino Fundamental

Espaço Cultural Transdisciplinar “Tass” de Educação para a Paz

Um Ponto de Encontro para Interessados na Qualidade da Educação

 

Ai quando eu vim/ da minha terra,

Despedi da parentaia.

Eu entrei/ no Mato Grosso,

Dei em terras paraguaia.

Lá tinha revolução,

Enfrentei fortes bataia.

A tua saudade corta

como o aço de navaia.

O coração/ fica aflito,

bate uma, a outra faia.

E os oio se enche d’água

Que até a vista se atrapaia.

Como e onde se deram os trabalhos? Nas HTPCs e a partir de questionamentos:

1)Você sabe o que é cuitelinho?

( )Sim. Explique. (Use o verso).

( )Não. Em dupla estude a letra e registre no verso as conclusões.

2) Prática da Análise Linguística, comparar com normas padrão estrangeiras e a não-padrão do textto poético:

2.1. Português: A letra tem uma regra para o plural? Explique.

2.2. Ceceio e Retroflexo (use dicionário, se precisar): em que essas transformações ocorridas na língua falada (Português), consideradas “erro” e “defeito” são marcas da língua inglesa ou francesa e devem ser aprendidas na sala de aula? (Exemplos para facilitar a reflexão, use a poesia, veja que o “lhe” se transforma em “l” e, também lembre-se do “r” do caipira paulista. Em inglês como se pronuncia “thing”, “fork”, “morning” e em francês como se pronuncia “travail”, “travaillé” e “bataille”)?

3) Prática da Análise Linguística Inglês:

Como se faz o plural em Inglês?

Releia “Cuitelinho”, compare, justifique dando exemplos.

O “r” brando do português, notadamente do caipira de São Paulo tem alguma relação com o Inglês? Explique e exemplifique.

4) Prática da Análise Geográfica e Histórica

A regra de plural do texto em Minas fez nascer um procedimento curioso.

Eles falam “Ques coisa”. “Ques criança mais linda.

Essa regra tem a ver com quais expressões da TV, do jornal etc aplicadas às situações politicas, econômicas ou administrativas.

No seu entender, de que “bataia” o texto fala?

5) Prática da Análise Científica: Ciências e Programa de Saúde

“... Dei em terras paraguaias.” As consequências da Guerra do Paraguai para a saúde do exército brasileiro foram dramáticas, uma foi o escorbuto. Pesquise. Por que hoje historiadores classificam essa guerra como genocídio praticado pelo Brasil?

6) Prática da Análise na Arte Educação

“Cutelinho” é como o beija-flor é conhecido em algumas partes das regiões do Centro-Oeste do Brasil, alongado para o Norte de Minas Gerais.

Esta letra pertence ao cancioneiro folclórico do Brasil e foi recolhida por Paulo Vanzolini (autor de “Ronda”). Ele é zoólogo, pesquisador musical e compositor;

Foi gravada por Pena Branca e Xavantinho, Nara Leão e Renato Teixeira.

Referências Bibliográficas

BAGNO, Marcos. A língua de Eulália: uma novela sócio-lingüística.

BRASIL (1988) Constituição da República Federativa do Brasil. Artigo 214, inciso I
.
LACERDA, Cristina B. F. de A Convenção da Língua Escrita – como lidar com ela. São Paulo: SE/CENP, sem data, 4pp. [Apostila Mimeografada]

TASSINARI, Ena N. C. (2001-2003) Mar & Saber, um projeto de educação de jovens e adultos. São Paulo/Bertioga: IBEC.

 
Voltar