Depoimento

voltar menu revista 04

 

... Enxergar melhor o que em mim é o mesmo,
o diferente, o disperso, o ausente, o silêncio. ...
Em lendo, transformar-me em tudo.

   POR QUE AMO LER
(Depoimento em forma de poema)
  Araceli Sobreira Benevides (*)

A palavra que vem do Outro...
A enorme procura.
A ânsia de viver outras vidas,
de não ser eu mesma,
mas, ao mesmo tempo,
ser, sem ser a mesma...

Palavras outras, palavras minhas,
substanciadas em conteúdos
devorados, trocados,
sonhados, re-colhidos...

Um amor despertado em
páginas-mundos agitados,
removidos,
rememorados,
transportados para outra esfera,
que me trazem para o aqui,
o agora e o porvir, também.

Enxergar melhor o que em mim é o mesmo,
o diferente, o disperso, o ausente, o silêncio.
Em lendo, emergir na voz interna que grita:
“Corre, vá, mundo afora...”
Embora esteja presa neste corpo que apenas gira a página.

Em lendo, transformar-me em tudo.
Embora os olhos se retraiam, míopes, cansados.
Outros olhos, não mais perdidos:
Só brilho, encanto, mito.

E as palavras?
Lendo-as, torno-as minhas,
Recebo-as em pensar, em colheitas fartas,
Em compartilhar.
Escrevendo-as, retiro de mim o que me doaram.
De um jeito entraram,
de outro jeito saem: fluidas, mágicas, plurais em tom, rimas, canto e coro.

Lendo-as, relendo-as,
um amor eterno, juvenil,
antes mítico, hoje meta.

Devorar o mundo das letras,
Sendo voraz nessa fome sem fim: ler, ler, ler!

(*)  Araceli Sobreira Benevides. Poetisa. Contista. Professora de Língua Portuguesa e Literatura da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Autora do livro “O Chamado – ou um cântico para a liberdade e outras poesias”. Pesquisadora da área de Leitura e Formação Docente.

Copyright ©2007, by ALB/Campinas, SP, Brasil

 

Indique a um amigo:
Remetente:
Email Remetente:
Destinatário:
Email Destinatário: