OFICINAS


1. Jornal na escola
Breve histórico do uso do jornal na escola; Possibilidades de uso do jornal; Desvendando o jornal; Jargões Jornalísticos; Gêneros textuais; Discussão sobre o formato, proposta, viabilidade e produção do jornal; Pauta, lide; Formação de equipes para produção do jornal.

2. Leitura de diferentes mídias e uso de celular na sala de aula
A temática da oficina contemplará a identificação e pesquisa da história da escrita, sua evolução, a leitura de diferentes mídias e os novos espaços de comunicação. A proposta terá como objetivo a acessibilidade ao uso do celular em sala de aula, como forma de ampliar o universo cultural e permitir um novo olhar para esse suporte de comunicação, proporcionando mudanças atitudinais nos alunos. Estabelecerá também as relações entre cultura do passado e do presente, a fim de compreender os vários suportes textuais ao longo da história, até o acesso às atuais fontes de informação no cotidiano escolar. Serão abordados resultados do trabalho que vem sendo desenvolvido em diferentes contextos educativos em duas escolas, uma da rede pública e uma da rede particular de ensino de Campinas. Compartilhar o conhecimento e as possibilidades de utilização de diferentes mídias usadas pelos alunos torna possível um novo olhar para os espaços de educação.

3. "BLOG na educação: uma eficiente ferramenta para professores e alunos"
A temática da oficina contemplará o uso do BLOG como ferramenta educacional complementar aos componentes curriculares a fim de estimular o interesse dos alunos, sua participação crítica e incentivar a criação com responsabilidade. Trata-se, portanto, da apresentação de uma proposta pedagógica na qual professores e alunos atuam como parceiros com o objetivo de adquirir um conhecimento de forma colaborativa, organizada, que exige poucos conhecimentos técnicos e ainda permite a divulgação não apenas do resultado obtido, mas de todo o processo muito além dos muros da escola. Serão abordadas as várias possibilidades para o uso de blogs na educação e os diferentes papéis que podem ser assumidos pelos envolvidos - aprendiz, professor, pesquisador, facilitador – dependendo do encaminhamento da atividade e das necessidades.
Dessa forma, proporcionar uma nova concepção do tempo pedagógico, que não mais será restrito ao ambiente físico da escola, promovendo uma forma mais interessante, divertida e estimulante de aprender, que aproxima professores e alunos, é uma das grandes vantagens que o uso de blogs pode propiciar à educação.

4. "Edição digital não linear na produção de audiovisual
Que tecnologias tornaram tão acessíveis o consumo e a produção de audiovisual? Que ferramentas estão disponíveis para a construção de produtos culturais em áudio e vídeo para circulação na escola? Que usos o educador pode fazer de repositórios audiovisuais tão abrangentes, como o Youtube, em sua prática pedagógica? Essa oficina irá discutir algumas inovações que têm proporcionado práticas contemporâneas de diálogo digital por meio de sons e imagens. Essas inovações não ocorreram somente no aspecto material ou físico dos equipamentos (miniaturização, aumento de capacidade, barateamento...), mas também no campo da tecnologia de compressão e arquivamento dos dados, o que tem permitido a veiculação e manipulação de sons e imagens nos mais diversos dispositivos. Um dos elementos centrais de autoria nessa área é o editor não-linear de vídeo, programa que, numa vertente bastante simplificada, já vem incluído de fábrica em computadores com Windows (como o Moviemaker), mas que também se apresenta como software livre em sistemas como o Linux, ou ainda como programa pago, de alto custo. Iremos conceituar e historicizar a edição não-linear de videos e atuar em alguns editores para a manipulação de sons e imagens capturados do repositório Youtube, propondo um exercício de produção de vídeos educativos.

5. Estudo de leitura de textos na mídia
Desde a década de 1980, tem-se destacado a importância da leitura de textos da mídia na escola visando à formação de leitores capazes compreender as informações e opiniões de textos, principalmente da imprensa escrita, e de relacioná-los aos conhecimentos construídos nas diversas áreas da educação formal e ao contexto atual Ainda que de modo paulatino, os textos da mídia vêm sendo introduzidos nas escolas, mas estão muito mais presentes nas avaliações oficiais de avaliação, como ENEM, SARESP, SAEB e outros. Por meio da análise de vários exemplos, pretende-se discutir a seleção, a apresentação e a abordagem a que esses textos são submetidos nestas provas e que influências isso pode exercer sobre a qualidade do ensino de leitura no ensino básico.

6. Vídeo na escola
A Oficina "Vídeo na Escola" apresenta possibilidades pedagógicas, expressivas e investigativas do audiovisual na sala de aula. Para isso será feito um paralelo entre a importância da escola desenvolver processos de leitura crítica da mídia (ler imagens) e os dispositivos culturais e tecnológicos que permeiam o universo das crianças, adolescentes e jovens (acessar e produzir imagens). Ao longo dos trabalhos serão apresentadas referências e métodos para a produção audiovisual que utiliza câmeras fotográficas e aparelhos de celular como suporte, o que chamamos de microdispositivos audiovisuais.

7. Rádio na escola
A oficina "Video documentário" tem como proposta oferecer subsídios para utilização deste gênero, como instrumento didático, que pode complementar a discussão sobre diversos temas abordados em sala de aula. A oficina deverá também discorrer sobre a história, conceito e as interfaces do documentário com o cinema e o jornalismo, bem como apontar possibilidades de produção de curtas-metragens pelos próprios alunos e professores. Ela se constituirá de uma parte introdutória teórica e da exibição e análise de trechos de documentários e instruções sobre a prática no ambiente escolar. O documentário, por ser também considerado um filme de realidade, procura dar um tratamento mais reflexivo a assuntos que normalmente não são tratados pela mídia, ou quando o fazem, de forma superficial. A abordagem de temas polêmicos, a reconstrução da memória, a valorização de características de um grupo social, sem a pretensão de rotular, julgar ou apresentar uma única expressão da verdade, fazem com que este tipo de produção exerça um papel importante na formação do senso crítico e de valores que podem contribuir na construção da cidadania.

8. Vídeo-documentário
A oficina "Video documentário" tem como proposta oferecer subsídios para utilização deste gênero, como instrumento didático, que pode complementar a discussão sobre diversos temas abordados em sala de aula. A oficina deverá também discorrer sobre a história, conceito e as interfaces do documentário com o cinema e o jornalismo, bem como apontar possibilidades de produção de curtas-metragens pelos próprios alunos e professores. Ela se constituirá de uma parte introdutória teórica e da exibição e análise de trechos de documentários e instruções sobre a prática no ambiente escolar. O documentário, por ser também considerado um filme de realidade, procura dar um tratamento mais reflexivo a assuntos que normalmente não são tratados pela mídia, ou quando o fazem, de forma superficial. A abordagem de temas polêmicos, a reconstrução da memória, a valorização de características de um grupo social, sem a pretensão de rotular, julgar ou apresentar uma única expressão da verdade, fazem com que este tipo de produção exerça um papel importante na formação do senso crítico e de valores que podem contribuir na construção da cidadania.

9. História em quadrinho
Surgidas nos jornais, ainda na forma de tiras, as histórias em quadrinhos fazem parte deu ma forma de comunicação mais ampla, chamada de humor gráfico - que inclui ainda cartuns, charges e caricaturas - e pode se tornar uma forma divertida e estimulante de aprender e ensinar. A oficina mostra um pouco da história e evolução desse meio de comunicação até os dias de hoje, sua efetividade para transmitir mensagens e ser utilizado como ferramenta para-didática, bem como ensina aos professores interessados os conhecimentos básicos para produzir HQs.

10. Mitos na sociedade contemporânea
Situar os principais fundamentos da mitologia grega, analisando a influência dos mitos na formação da cultura ocidental, bem como os reflexos de seus deuses e heróis na pintura, na escultura, na literatura e no cinema, como forma de melhor entender as referências mitológicas presentes, ainda hoje, em campos tão diversos como a publicidade, a astronomia e algumas expressões de uso corrente.